Conexão Cachuvibes

Em todo o Planeta Terra encontramos inúmeros biomas espalhados pelo globo, e cada um tem sua característica marcante, por conta de sua localização e o processo evolutivo que cada região teve. O Brasil é um país rico em biomas com uma biodiversidade gigantesca. Temos a honra de poder conhecer locais tão magníficos, e uma dessas regiões é a Mata Atlântica, um ecossistema com a maior diversidade de árvores do Mundo, superando todos os valores conhecidos em outras florestas tropicais como a Amazônia. A Mata Atlântica abrange a região Sul e Sudeste do Brasil, locais com grandes metrópoles que crescem cada vez mais. Agora, imagine a responsabilidade que temos como seres vivos no impacto ambiental que criamos e como devemos respeitar, conservar e proteger esse local.

bromelia-mata-atlantica

Vegetação característica da Mata Atlântica

Parque Estadual do Pau Oco

A unidade de conservação Parque Estadual do Pau Oco é uma reserva de 905,5820 hectares localizado no município de Morretes, região litorânea do Paraná. Essa unidade tem como o objetivo a preservação e conservação do regime hídrico, da fauna e flora da região. Visitar esse local mostra que as belezas naturais criadas pela mãe terra tem uma beleza perfeita. A região se dá acesso pela estrada do Anhaia, que já foi o Caminho Colonial do Arraial, uma antiga ligação comercial entre os municípios de São José dos Pinhais e Morretes. Diferente do histórico Caminho do Itupava onde a circulação era maior mas de cargas menores, por aqui o fluxo era menor, com cargas mais pesadas.

parque-estadual-do-pau-oco
cachoeira-perto-de-curitiba
conexao-cachuvibes

O Parque Estadual do Pau Oco está localizado no município de Morretes, no Paraná.

Salto da Fortuna

Nosso principal objetivo foi visitar a Cachoeira Salto da Fortuna em Morretes-PR, dentro do Parque Estadual do Pau Oco. O Salto da Fortuna é uma queda com 50 metros de altitude, no coração dessa unidade. Visitar a região é uma atividade espetacular, e possui uma familiaridade forte com o Caminho do Itupava (para aqueles que conhecem), por conta da vegetação semelhante. No início da trilha encara-se uma pequena subida, mas olhando ao redor, se vislumbra grandes morros bem característicos da Serra do Mar paranaense.

Com muita plantação de bananas, uma dica importante do local é a naturalidade da morada das cobras. Lembremos que os visitantes aqui somos nós, e precisamos respeitar todas as formas de vidas :)

O caminho é muito agradável, e o ar puro que as árvores da Mata Atlântica exalam dão uma sensação de cura aos pulmões. A trilha continua com uma riqueza de cores divina. Há muitos pontos com pequenas corredeiras e pontos para lavar o rosto e se refrescar.

trilha-em-morretes-parana
caminho-do-arraial
mata-atlantica-morretes
Dica: Para realizar a prática de trilhas como essa indicamos o uso de polainas para caminhadas que protegem as canelas de topadas com galhos e pedras, além de diminuir o impacto de possíveis picadas de cobras :)
caminho-do-arraial
mata-atlantica-morretes
Chegar no Salto da Fortuna dá um pouco de trabalho para quem não está acostumado inclusive pela necessidade a passar por dentro do rio. Mas não há desafios que superem a visão da cachoeira magnífica que há ali. O barulho da água é bem forte, mostrando a força da natureza. Esse contato sensorial promove um bem estar incrível, que nenhum outro local que não seja natural pode proporcionar.

As águas de rios e cachoeiras normalmente são muito geladas, mas quando o corpo humano entra em contato com essa água, automaticamente por um pequeno período de tempo conseguimos equivaler a temperatura do corpo e nos sentir bem. Digo isso, pois mesmo que a água esteja gelada e isso gere receio de entrar, não tomar um banho ali é como fazer uma desfeita com a mãe terra.

A piscina formada no Salto da Fortuna tem em média de 20 metros de profundidade, e se você não sabe nadar, não indica-se se arriscar, mas com cuidado e prevenção é possível tomar banho sem se preocupar, que foi o meu caso. Sempre brinco pois tenho 1,90 de altura, mas quando o quesito é água, fico na piscina infantil. Por experiência própria, não coloque em risco sua vida acreditando se safar de um salto no rio sem saber nadar (não preciso contar mais nada né? rs).

salto-da-fortuna

Salto da Fortuna

A queda do Salto da Fortuna tem mais de 50 metros de altura e forma uma piscina natural com 20 metros de profundidade

salto-da-fortuna-falls
Resuminho da Aventura:
Conexão100%
Preservação92%
Cansaço48%
Dificuldade36%

Parque Estadual do Pau Oco

Preservação: O Parque Estadual do Pau Oco é um exemplo na prática de conservação, onde praticamente não encontramos nenhuma poluição

Tempo de caminhada: 3 horas

Nível: Moderado

Gratidão, uma emoção cheia de energia positiva

Após o completo relaxamento nessa cachoeira voltamos para o ponto de check-out no parque. No retorno ainda tivemos o prazer de ter a companhia dos cães que moram nas proximidades pela trilha. A sensação no retorno de uma trilha é sempre única, pois se começa refletir sobre todos os desafios que se encararam para chegar ali e no fim ter o sabor inigualável de viver a vida intensamente.

O sentimento de gratidão floresce. Agradecer pela mãe terra, agradecer pela vida e agradecer pelas companhias. E com essa intenção nos despedimos do Salto da Fortuna em Morretes-PR, um dia afortunado em nossas vidas.

cidade-das-tortas-pr
"Nessa vida de montanhista, aprendi que por mais que você faça mais de dez vezes a mesma trilha, ela nunca será a mesma, pois nós já não somos os mesmos"

- Filho da Montanha

Filho da Montanha

Filho da Montanha é sócio proprietário da NosAlpes. Montanhista, aprendiz do Universo e viajante estelar, busca por meio das palavras e da arte transmitir as conexões com a Natureza.

Tem uma aventura para contar?

Envie o relato da sua trilha, montanhismo ou escalada junto com boas fotos e vamos postar em nosso blog, vamos juntos compartilhar e ser natureza? anauê!

Gostou desse relato? comente abaixo!